Nossa mente é treinável!

Há muito tempo venho curtindo uma grande paixão por esta descoberta da ciência: nossa mente pode ser treinada, assim como nossos músculos, nossas habilidades motoras.

Se você precisa muito decorar um número de telefone, você repete este número, utiliza várias vezes, e acaba sendo muito fácil acessá-lo em sua memória sempre que você precisa.

Esta REPETIÇÃO é o que o seu cérebro precisa para criar várias conexões em torno naquela informação, como se fossem atalhos. Se você para de dar importância para aquela informação, ou simplesmente para de usar, ela passa a ser guardada em uma prateleira menos acessível. Pois todo nosso organismo funciona desta maneira: o que eu uso mais, ganha mais investimento energético.

PESSOAL, ATENÇÃO: O MESMO PODE ACONTECER COM UMA IDEIA, UM PENSAMENTO, UMA CRENÇA!

Se você repete sempre em sua mente uma ideia, como por exemplo: “isto é muito difícil”, ou “eu sou péssimo nisto ou naquilo”, o seu cérebro vai criando conexões e dando destaque para aquela ideia, e sem que você perceba, todo seu organismo irá conspirar para torná-la real.

Já passou da hora de percebermos o quanto nossos pensamentos determinam nossos resultados.

Se você pensa que é o caminho contrário, estará sempre na posição passiva de vítima das situações.

Quer resultados diferentes? Tenha pensamentos diferentes!

Coloque força, alinhamento, repetição e confiança em sua nova ideia, a que trará o resultado que você deseja: “isto é possível e eu vou conseguir”, “eu me torno cada dia melhor nisto ou naquilo”.

E como quem começa qualquer exercício novo, você perceberá que no início existe uma certa barreira a se vencer, mas que tudo vai acontecendo com o TREINAMENTO MENTAL!

3 Comments

  1. carol | 2 de maio de 2016 at 21:03
     

    Ameeeeeeeei!!!

    Reply
  2. Moisés | 9 de setembro de 2017 at 09:44
     

    Muito bom, e depois de um mindfulness de respiração essa verdade nunca foi tão clara e ao mesmo tempo verdadeira.

    Gratidão

    Reply
    • Juliana Torres | 15 de fevereiro de 2018 at 12:09
       

      QUe alegria poder ler isso, Moisés! Continue sempre!

      Reply

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *